HOME  
não espere o dia seguinte para se informar.
Quarta-feira, 23 de Abril de 2014     11:53


  
 
MEDIA CENTER

 VÍDEOS
 ÁUDIOS
 FOTOS
 

Home | Economia
01/09/2009 - NEGCIOS
  Coopervolks busca reestruturao
  Por: Vinicius Morende  (vinicius@abcdmaior.com.br)

 
Farmcia Popular e outlet so formas para recuperar clientes

A inauguração da primeira Farmácia Popular em São Bernardo, realizada no último sábado (29/08) na unidade da Coopervolks do município, além de beneficiar as pessoas que buscam medicamentos vai ajudar no processo de reestruturação financeira da cooperativa. A expectativa da direção do supermercado é de que 50% dos 800 usuários que visitarão a farmácia diariamente também farão compras no estabelecimento.

A expectativa é baseada no movimento de pessoas que consumiam na Coopervolks de Santo André atraídas pela Farmácia Popular que atende no local. De acordo com o presidente da cooperativa, Rubens Gonçalves, a vinda da unidade de distribuição de medicamentos para São Bernardo era uma vontade antiga da Coopervolks. “Mas, na gestão passada, não se concretizou. Completaremos 50 anos neste ano e tenho certeza de que a unidade vai ajudar a recuperar a cooperativa.”

A expectativa de Gonçalves é que até o fim deste ano a Coopervolks recupere o movimento de clientes e de vendas anteriores à crise financeira mundial. Para isso, o supermercado vai inaugurar um outlet com 120 pequenas lojas no andar superior do estabelecimento. Outras 18 lojas já estão em funcionamento do lado de fora da unidade. Na antiga Coopervolks de Santo André, cujo prédio foi alugado pela rede de supermercados Nagumo, há projeto de outro centro de compras com espaço para 490 pequenas lojas.
Outras ações também estão previstas para recuperar a cooperativa. Entre elas está o lançamento de um cartão de crédito próprio, a oferta da cesta básica mais barata do ABCD e uma mudança estatutária que permite a praticamente qualquer pessoa se associar ao grupo.

Histórico - As dificuldades da Coopervolks começaram no fim do ano passado. Após o início da crise mundial, o principal parceiro, o Banco Safra, reduziu o acesso da cooperativa ao crédito. O resultado foi uma série de problemas que obrigaram a Coopervolks a alugar os prédios das unidades de Santo André e Taubaté.

Compartilhe essa notícia
Enviar para um amigo Imprimir Notcia Comentar esta notcia
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Twitter



Comentários (1)
 
Jeferson Degaule | 02/09/2009 | 10:14
  Crise ou m administrao? ANDAR COM AS PRPRIAS PERNAS OU ANDAR COM AS PERNAS DO BANCO? Precisamos assumir nossas incompetncias. A crise mundial agora sair da crise local. Quem vai perder o povo. E O CLUBE DA VOLKS ? Foi crise mundial tambm?
 
  Veja todos os comentrios sobre essa matria



Comente esta Notcia
 
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

Nome*:
E-mail*: (Seu e-mail não será publicado no site)
Comentário*:
 (Máximo de 250 caracteres - 0)
 
Desejo receber a newsletter com as notícias e informações mais atualizadas sobre o jornal ABCD Maior.
 
* Campos obrigatórios
 

 
Newsletter
Cadastre-se aqui e receba nossa newsletter com informações sobre o jornal ABCD Maior:
 
Jornal ABCD MAIOR

22/04/2014 - Ano 08 - Nº 721
 
ABCD MAIOR AUTOS
Parceiros
 
  Contato | Expediente | Pontos de Distribuição

Jornal ABCD Maior
Travessa Monteiro Lobato, 95 - Centro - S�o Bernardo do Campo - SP - CEP: 09721-140
Fone/Fax: (11) 4930-7450 | Comercial : (11) 4930-7469