HOME  
não espere o dia seguinte para se informar.
Domingo, 20 de Abril de 2014     10:20


  
 
MEDIA CENTER

 VÍDEOS
 ÁUDIOS
 FOTOS
 

Home | Opinio / Debate
01/04/2009 - ARTIGO
  Represa Billings: sua gua, nossa vida, h 84 anos
  Por: Jefferson Jos da Conceio*, Marcos Lula** e Fbio Silva Gomes***

 
 
A importncia da preservao do reservatrio para sua utilizao pela populao do ABCD

Considerada o maior reservatório de abastecimento público da América Latina, a represa Billings comemorou 84 anos de existência. A represa, criada em 1925 levando o sobrenome de um dos engenheiros que idealizou a obra, banha e abastece cinco das sete cidades do ABCD. São Caetano e Mauá são as exceções.

A represa, criada a partir do alargamento do Rio Grande e seus afluentes, tinha como objetivo servir de reservatório para a geração de energia hidrelétrica a partir da Usina Henry Borden, em Cubatão. Anos mais tarde é que sua água passou a ser usada para consumo, mas a represa já tinha grande viés de entretenimento. O espelho d’água, que ocupa 106,6 km², chama a atenção principalmente daqueles que, seguindo pela Anchieta, avistam a represa em direção a Santos. O nome daquele bairro, onde tudo começou, não poderia ser outro: Riacho Grande.

A represa Billings possui, além de toda sua utilidade prática, um grande potencial turístico. Além da Mata Atlântica que existe em seu entorno, e que é um dos poucos pontos na região em que se conserva rica fauna e flora, há a possibilidade de se praticar esportes náuticos, utilizar as prainhas e balneários que dispõe, os parques que estão em suas margens (Estoril, em São Bernardo; Pedroso, em Santo André; Fernando Vítor, em Diadema) ou mesmo observar a paisagem, que chega a deslumbrar. Tudo isto lá está, precisa de transformação.

Hoje, provavelmente, a Billings não esteja em condições de nos receber para que usufruamos dela tudo o que ela pode dispor. Há o problema da superpopulação – são cerca de 700 mil pessoas morando em área de manancial. Há a poluição desenfreada. Há o desmatamento que assoreia a represa e torna as belezas naturais disformes. Há uma extrema falta de planejamento, que se arrasta há anos. É hora de repensar a represa Billings.

O Riacho Grande, por exemplo, com sua prainha, o Parque Estoril, a balsa João Basso, todo ele pretendemos que seja revitalizado. Estamos também estudando a criação de uma Unidade Demonstrativa de Criação de Alevinos, com constituição de tanques-rede e toda a estrutura pertinente. Explorar o potencial turístico é também repensar a qualidade de vida da região, que pode se tornar um paraíso muito próximo a urbanidade com a qual estamos acostumados. Investir é preciso para que tenhamos em mãos um belo e funcional cartão de visita, além da certeza de que podemos fazer, com qualidade, da água da Billings a vida de nosso ABCD.

Cuidar do maior bem que nós temos, e que é natural, depende de nós. A velha senhora – que responde pelo nome de Billings – deve ser rejuvenescida. Só assim, ela fará jus ao nome dos bairros que estão em seu entorno: Vista Alegre, Vista Linda, Boa Vista...
*Jefferson José da Conceição é secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de São Bernardo do Campo (SDET); Professor da USCS (Universidade de São Caetano) e autor do livro “Quando o apito da Fábrica silencia:: sindicatos, empresas e poder público diante do fechamento de indústrias e da eliminação de empregos na Região do ABC”.
**Marcos Cláudio Lula da Silva é diretor de Turismo e Eventos da SDET.
***Fábio Silva Gomes é escritor, memorialista e técnico da SDET. Autor dos livros da coleção “Origem das Famílias de São Bernardo do Campo”.

Compartilhe essa notícia
Enviar para um amigo Imprimir Notcia Comentar esta notcia
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Twitter



Comentários (1)
 
Manuel Pavo | 02/04/2009 | 10:06
  isso! O articulistas esqueceram o nome de meu bairro: Jardim da Represa. Parabns ao meu amigo Marcos Lula. Sua luta por nossa cidade e regio fabulosa.
 
  Veja todos os comentrios sobre essa matria



Comente esta Notcia
 
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

Nome*:
E-mail*: (Seu e-mail não será publicado no site)
Comentário*:
 (Máximo de 250 caracteres - 0)
 
Desejo receber a newsletter com as notícias e informações mais atualizadas sobre o jornal ABCD Maior.
 
* Campos obrigatórios
 

 
Newsletter
Cadastre-se aqui e receba nossa newsletter com informações sobre o jornal ABCD Maior:
 
Jornal ABCD MAIOR

18/04/2014 - Ano 08 - Nº 720
 
ABCD MAIOR AUTOS
Parceiros
 
  Contato | Expediente | Pontos de Distribuição

Jornal ABCD Maior
Travessa Monteiro Lobato, 95 - Centro - S�o Bernardo do Campo - SP - CEP: 09721-140
Fone/Fax: (11) 4930-7450 | Comercial : (11) 4930-7469