04/01/2017 19:38

Sindicato alega perseguição a trabalhadores de SBC e estuda ação

Por: Karen Marchetti (karen@abcdmaior.com.br)

Vinte trabalhadores de terceirizada de trânsito foram demitidos. Empresa alega crise e falta de pagamento

O Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Bernardo e Diadema) estuda entrar com uma ação coletiva trabalhista e denunciar, ao Ministério Público, perseguição política a 20 funcionários- a maioria agentes de trânsito- demitidos pela empresa terceirizada Consladel nas últimas semanas.

Empresa confirmou: 12 funcionários já foram demitidos e outros oito serão dispensados nos próximos dias. Foto: Rodrigo Pinto
Empresa confirmou: 12 funcionários já foram demitidos e outros oito serão dispensados nos próximos dias. Foto: Rodrigo Pinto

De acordo com o sindicato e alguns trabalhadores que entraram em contato com o ABCD Maior e pediram para não ser identificados, a empresa demitiu a pedido da nova gestão da Prefeitura de São Bernardo, comandada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), para que sejam indicados pessoas de confiança oa nAva administração.

A empresa terceirizada nega perseguição política e qualquer influência dos novos gestores da cidade. De acordo com a Consladel, as demissões foram feitas por conta do cenário econômico da cidade e falta de pagamento por parte da Prefeitura.

Sem citar valores, a empresa disse que os pagamentos dos serviços prestados em novembro e dezembro ainda não foram quitados e que, pelo menos nos próximos 120 dias não serão contratados novos funcionários.

O presidente da entidade, Admilson Lucio Oliveira, disse que irá se reunir com os trabalhadores na próxima semana e tentará reverter demissões. “Vamos nos reunir na próxima quarta-feira (11/01) às 18h para definir se entraremos com uma ação coletiva e e denunciar ao MP uma possível apuração de perseguição política. Não levaram em conta o quadro técnico dos funcionários”, disse o presidente.


Tags:
transporte são bernardo prefeitura

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários