08/05/2017 19:28

Sem reajuste deste março, servidores de S.Bernardo marcam nova assembleia

Por: Karen Marchetti (karen@abcdmaior.com.br)

Proposta do sindicato é aumentar pressão para o prefeito Orlando Morando retomar negociação

Sem retomada da mesa de negociação, o Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de São Bernardo marca uma nova assembleia para o dia 17. Os servidores municipais vão debater formas para pressionar o prefeito Orlando Morando (PSDB). A última reunião com a gestão municipal foi feita em 6 de abril e a categoria rejeitou a proposta apresentada. Os funcionários públicos estão sem reajuste desde a data base, em março.

José Rubem: Prefeitura não informa motivo por não retomar negociação. Foto: Andris Bovo
José Rubem: Prefeitura não informa motivo por não retomar negociação. Foto: Andris Bovo

“A Prefeitura não retomou as negociações e não avisou o motivo. O sindicato está aberto para a retomada do dialogo. A Prefeitura, inicialmente, se mostrou aberta para negociação, mas de fato a postura mudou. É preciso informar e reunir com os servidores e intensificar a pressão. A nossa data base foi em março e pouco se avançou”, disse o presidente da entidade, José Rubem ao lembrar que uma reunião estava marcada para 27 de abril, um dia antes da greve geral, mas a Prefeitura desmarcou sem avisar o motivo.

A categoria reivindica aumento de 7,62% (4,96% da reposição da inflação e mais 2,8% de aumento real), vale-refeição de R$ 25,07 por dia e abono de Natal de R$ 500.

Os servidores rejeitaram em assembleia, em 7 de abril passado, a proposta de conceder reajuste de 5% apenas a partir de outubro (aplicado no pagamento de novembro). O reajuste não seria retroativo a março, data base da categoria. A proposta rejeitada também incluía um abono de Natal de R$ 350, incluindo aposentados e pensionistas, além do vale-refeição, que passaria de R$ 10 para R$ 12.

Outro lado

Procurada, a Prefeitura de S.Bernardo não se manifestou sobre as negociações até a publicação desta reportagem.


Leia também:

Servidores de S.Bernardo e Diadema se mobilizam para greve

Funcionários públicos das duas cidades organizam paralisação na próxima sexta-feira

Morando não retoma negociação com servidores para definir reajuste

Em assembleia, funcionários públicos rejeitaram no início deste mês proposta de aumento salarial apenas em novembro

Tags:
são bernardo servidores funcionários públicos sindserv sindicato campanha salarial

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários