26/08/2015 19:14

Donisete e Atila se reaproximam, mas futuro eleitoral segue incerto

Por: Bruno Coelho (bruno@abcdmaior.com.br)

Após rompimento, prefeito e deputado discutem emendas, afinam discurso e minimizam divergências

Donisete e Atila se encontram no gabinete para oficializar emendas. Foto: Evandro Oliveira/PMM

Depois de romperem aliança no governo, o prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT), e o deputado estadual Atila Jacomussi (PCdoB) ensaiaram reaproximação, em reunião nesta quarta-feira (26/08), na Prefeitura. O foco do encontro foi as assinaturas dos ofícios pela liberação de R$ 800 mil oriundos de emendas do parlamentar. Virtuais candidatos ao Paço em 2016, os dois endossaram discurso de parceria, mas ainda sinalizam que devem se enfrentar na próxima eleição.

Donisete assinou os ofícios por duas emendas apresentadas por Atila, sendo uma delas, a destinação da primeira parcela de R$ 700 mil pela criação do Centro de Diagnósticos de Combate ao Câncer no Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini, enquanto outros R$ 100 mil serão destinados a duas entidades filantrópicas. Após a formalidade, o prefeito e o deputado adotaram discurso de continuar a união de forças para destravar outras demandas junto ao Estado.

O prefeito confirmou agenda conjuntas com Atila para discutir junto aos secretários do governo Geraldo Alckmin (PSDB) pela confirmação de uma nova data de inauguração do Poupatempo e a construção de uma unidade do IML (Instituto Médico Legal) em Mauá. Por sua vez, o deputado reforçou união de forças com Donisete pela instalação de um restaurante da rede Bom Prato, que oferece refeições por apenas R$ 1, no Jardim Zaíra, além de buscar uma unidade do Sesc na cidade.

No campo eleitoral, Donisete e Atila tentaram mostrar que o cenário ainda é aberto por uma composição no próximo pleito. No entanto, ambos sinalizaram que a disputa pela Prefeitura deve mesmo ocorrer. “A política é feita de ciclos. Claro que tivemos um processo de afastamento, mas nunca deixei de dialogar com o Atila e qualquer posição que se tem na política precisa ser respeitada. Então quando alguém se coloca como candidato, temos de respeitar”, avaliou o prefeito.

Atila destacou a passagem como superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) nos 15 meses iniciais do governo Donisete, mas evitou comentar uma nova aliança em 2016. “Tivemos uma passagem positiva no governo e o Donisete nos deu condições de fazer um grande trabalho na autarquia e o povo acabou reconhecendo isso me levando como deputado estadual. Passamos por um período de afastamento, mas na política, uma hora vai pra cá, outra vai pra lá e as pessoas se encontram. Tenho uma grande admiração o pelo prefeito, que é meu amigo”, disse.

Terceiro mais votado na eleição de 2012, Atila subiu ao palanque de Donisete no segundo turno em uma disputa tensa com a deputada estadual Vanessa Damo (PMDB). Após a vitória, o petista ofereceu ao aliado o comando da Sama, função que permaneceu até março de 2014, para se candidatar à Assembleia Legislativa. Com a vitória, o grupo político de Atila passou almejar novamente a Prefeitura, o que precipitou o rompimento entre as partes em abril deste ano.

O parlamentar tem o aval do presidente estadual do PCdoB e deputado federal Orlando Silva para se candidatar ao governo mauaense. O ex-ministro do Esporte também criticou Donisete pela exoneração do grupo político de Atila na Sama.

Emendas

Além dos R$ 700 mil para o Nardini, Atila prevê o encaminhamento de outra emenda de valor igual para completar o custo para a implantação do serviço de atendimento oncológico, que totaliza R$ 1,4 milhão. A outra emenda assinada nesta quarta-feira prevê verbas para as Casa da Criança Auta de Souza – creche gratuita de educação infantil por período integral – e a Associação Estrela Azul, que atende a jovens em vulnerabilidade social. Cada entidade receberá R$ 50 mil.


Tags:
mauá Donisete Braga Atila Jacomussi eleições 2016

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários