06/01/2012 00:00

Câmara de R. Pires apresenta balanço estável

Por: Bruna Nunes ()

Mesmo com corte de gastos, pagamento de horas extras zerou orçamento

O ano de 2011 teve fechamento “redondo” na Câmara de Ribeirão Pires, de acordo com o levantamento declarado pelo presidente da Casa Gerson Constantino (PSD). De um orçamento municipal de R$ 177 milhões, o repasse à Câmara foi de R$ 5,14 milhões.

Durante o período, além de gastos básicos como a manutenção da Casa, o dinheiro foi aplicado na aquisição de dez veículos Uno Mille 2011. Locados por R$ 1.060 mensais, entre novembro e dezembro, o gasto é de aproximadamente R$ 11 mil mensais. “Esperava um valor muito mais alto. Mas conseguiremos economizar”, afirmou Constantino.

Além disso, por orientação do TCE (Tribunal de Contas do Estado) de São Paulo, foi extinta a verba de gabinete dos vereadores, calculada em R$ 2.400, medida que elevou os gastos do Legislativo. Houve também diminuição das sessões solenes, que acarretavam horas extras, além da exoneração de 25 assessores de gabinete, por contra de reestruturação no quadro de funcionários.
Digitalização

Parte do recurso que seria devolvido, de R$ 130 mil, foi investida na digitalização de documentos, orçada em R$ 98 mil. “Estamos nos adequando a tecnologia. Não dá para ficar rodeado de papel, então tudo estará concentrado em um pen drive dentro de um mês”, constatou o presidente.

Questionado sobre os R$ 32 mil restantes dessa verba, o parlamentar explicou que o dinheiro foi aplicado no pagamento de horas extras. “Dessa maneira, zeramos o orçamento”, concluiu.

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários