10/01/2017 20:49

Após Prefeitura cortar verba, escolas garantem carnaval em São Bernardo

Por: Karen Marchetti (karen@abcdmaior.com.br)

Prefeito de São Bernardo cortou verba para realização de Carnaval com a justificativa de crise financeira

Mesmo com a decisão do prefeito Orlando Morando (PSDB) de suspender o repasse do Carnaval, as escolas de samba de São Bernardo se organizam e garantem que vão realizar a festa popular. Ainda sem local definido, os produtores culturais reclamaram da falta de dialogo do atual governo com as agremiações e se dizem “desrespeitados”.

Escolas ainda não sabem onde serão realizados os desfiles. Foto: Fabiano Ibidi
Escolas ainda não sabem onde serão realizados os desfiles. Foto: Fabiano Ibidi

De acordo com as escolas de samba, a festa de Carnaval está garantida e os desfiles podem acontecer na rua Marechal Deodoro, avenida Faria Lima e até em torno do Paço. Na avaliação dos produtores culturais, o fim do repasse de verba “não acaba com a cultura popular do carnaval”.

“As escolas estão indignadas com a falta de respeito do prefeito. Em nenhum momento, o prefeito nos procurou para falar da situação financeira da cidade e conversar sobre o carnaval. Ele não acabou com o carnaval, mas sim com a festa e com o trabalho e renda de muitas pessoas. Mas digo para o prefeito que terá Carnaval. As escolas irão fazer os seus desfiles e suas festas em local não definindo. Pode ser na Marechal, Faria Lima e até em torno ao Paço. Ainda não sabemos”, disse diretor da União das Vilas, Vladimir Alfredo Millan.

No fim da tarde desta terça-feira (10/01), representantes de três das oito escolas de samba e blocos de São Bernardo – União das Vilas, Renascente e Terceira Idade Brilha- estiveram no ABCD Maior e questionaram a informação do prefeito de que os R$ 1,2 milhão são destinados as escolas de samba.

De acordo com os produtores culturais, os repasses de 2016 para cada escola é de R$ 45 mil (cinco escolas) para as escolas do Grupo II, R$ 27 mil (uma escola), para Grupo II e R$ 7 mil para pleiteante (uma escola).

Prefeitura pede para produtores culturais explicaram o Carnaval

De acordo com as agremiações, a Prefeitura de São Bernardo pediu que as escolas de samba entregassem uma carta, com papel timbrado, para que explicassem o motivo de ter o Carnaval na cidade.

Para os produtores culturais, a atitude do atual governo mostra a falta de conhecimento da cultura do Carnaval.

Sem repasse

O prefeito Orlando Morando anunciou na semana passada uma série de medidas de redução de gastos na cidade. Uma delas foi o corte da subvenção de R$ 1,2 milhão para o Carnaval. No dia do anúncio, Morando afirmou que não “gostaria de fazer o corte, mas fpoi necessário diante da situação econômica que encontrou a Prefeitura”.

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários