19/12/2016 16:50

Trabalhadores têm duas semanas para sacar abono salarial de 2014

Por: Redação com Agência Brasil (nacional@abcdmaior.com.br)

Mais de 930 mil brasileiros ainda não realizaram o saque, que fica disponível até 29 de dezembro

Os brasileiros que trabalharam pelo menos dois meses com carteira assinada em 2014 têm até a próxima quinta-feira (29/12) para sacar na rede bancária o benefício de um salário mínimo (R$ 880) referente ao PIS (Programa de Integração Social), administrado pela Caixa Econômica Federal e, ao Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), administrado pelo Banco do Brasil.

O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e o Pasep, aos do setor público. Conforme informações do Ministério do Trabalho, até o início de dezembro, mais de 930 mil pessoas com direito aos recursos ainda não tinham feito o saque. Caso os beneficiários não saquem o dinheiro até a data limite, os valores serão destinados ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

Caso os beneficiários não saquem o dinheiro até a data limite, os valores serão destinados ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Caso os beneficiários não saquem o dinheiro até a data limite, os valores serão destinados ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A data final para o saque é 30 de dezembro. No entanto, como será um sábado e não haverá expediente bancário, só poderão sacar nesse dia as pessoas que têm Cartão Cidadão com senha registrada. Neste caso, poderão se dirigir aos caixas eletrônicos da Caixa ou a agências lotéricas. O Ministério do Trabalho, contudo, recomenda que os trabalhadores não deixem o saque para o último dia, pois caso haja problemas na operação não haverá tempo hábil para a resolução.

De acordo com o ministério, é comum os atendentes bancários pensarem que se trata do benefício referente a 2015 e, após checar os dados do trabalhador, informar que ele não tem direito ao saque. Nesse caso, a orientação é explicar que se trata do abono salarial do ano-base 2014. Caso ainda assim os dados não sejam localizados é possível pedir para fazer uma atualização cadastral no próprio banco.

O trabalhador também pode checar se tem direito ao abono pela internet, informando o número do CPF ou do PIS/Pasep e a data de nascimento. Ele também pode procurar a Central de Atendimento Alô Trabalho, no número 158.


Leia também:

Funcionários na Inbra voltam a reclamar de atraso nos pagamentos

Empresa negou atrasos e informou que depositará o 13° integralmente nesta quinta-feira (15/12)

Pagamento do 13° salário injeta R$ 197 bilhões na economia nacional

Rendimento médio dos trabalhadores de R$ 2.192 será pago a 84 milhões de brasileiros

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários