24/08/2008 00:00

Festival terá três curtas da Escola Livre

Por: Liora Mindrisz (liora@abcdmaior.com.br)

Pela 1ª vez, filmes de cineastas do projeto de Santo André foram selecionados para mostra internacional

Dois cineastas da ELCV (Escola Livre de Cinema e Vídeo de Santo André) foram selecionados para participar do 19o Festival Internacional de Curtas-Metragens, evento que reúne há quase duas décadas filmes produzidos em países das Américas, Europa, Ásia e Oceania. Em 2007, o festival atingiu um público de 28 mil pessoas. Este ano, 11 salas exibirão os 381 filmes escolhidos, de 54 países diferentes.


A ELCV participa pela primeira vez do Festival Internacional de Curtas-Metragens. Anualmente, além das diversas mostras nacionais e internacionais, o evento abre espaço e convida alunos de faculdades, cursos e escolas de cinema de São Paulo. Com sete anos oferecendo aulas gratuitas de audiovisual em Santo André, a ELCV foi convidada a se unir aos cursos regulares da área, reconhecidos pelo MEC (Ministério da Educação).


No primeiro ano de participação, três filmes da ELCV foram selecionados. A jovem diretora Luma Reis, 20 anos, entrou para o circuito internacional com dois filmes: “22.1” e “A Flor e o Silêncio”. O colega de turma, André Pereira Gomes, 28 anos, foi selecionado com o curta “Durante o Estopim”. Os dois alunos estão na terceira turma da ELCV e concluíram o segundo ano de curso.

 
O festival escolheu para este o ano o tema “Programa Maio de 68”, em referência aos 40 anos da greve geral ocorrida na França. Os curtas “22.1” e “Durante o Estopim” foram produzidos em maio, dentro da perspectiva definida pela mostra internacional. O outro trabalho de Luma, “A Flor e o Silêncio”, foi finalizado em 2007, resultado de um exercício da ELCV. Este será exibido no Programa Formação do Olhar KinoOikos, que dá espaço a curtas produzidos por alunos de escolas e faculdades.

Reconhecimento - Para os alunos de Santo André, o convite é o começo do reconhecimento ao curso oferecido pela ELCV. “O resultado dos nossos trabalhos não ficam aquém do que é realizado nas outras escolas e faculdades, por mais que a gente tenha uma estrutura menor”, disse Luma. “O maior festival de curtas abriu essa porta. Ainda não conseguimos suprir toda a demanda que eles possuem, mas já conquistamos algumas coisas nesse primeiro festival e acho que isso tende a crescer”.


André também se mostra otimista. “Queremos que a escola seja reconhecida e tenha uma visibilidade maior, por isso participar dessa mostra é muito importante para nós”, explicou o diretor. O 19º Festival Internacional de Curtas-Metragens acontece em diversos locais da Capital. Começou na quinta-feira (21/08) e vai até 29 de agosto.


Programação


A Flor e o Silêncio
Sinopse: Dois garotos passam a noite juntos, fazem descobertas e revelações.
- Dia 28/08 – 20h - Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000)

22.1
Sinopse: Durante o Culto de uma igreja instalada em um antigo cine-teatro, três jovens fazem uma intervenção.
- Dia 26/08 – 15h - Espaço Unibanco Bourbon (Rua Turiassu, 2100 - 3º Piso)
- Dia 29/08 – 16h – Cinusp (Rua do Anfiteatro, 181, Colméia, na Cidade Universitária)

Durante o Estopim
Sinopse: Grupo de jovens articuladores de alguma revolta iminente na história se prepara escutando as instruções de um aliado mais experiente. A história continua.
- Dia 25/08 – 16h – Cinusp (Rua do Anfiteatro, 181, Colméia, na Cidade Universitária)
- Dia 26/08 – 19h - Espaço Unibanco Bourbon (Rua Turiassu, 2100 - 3º Piso)
- Dia 27/08 – 22h - Unibanco Arteplex (Rua Frei Caneca, 569 - 3º Piso)
- Dia 29/08 – 16h - Cinemateca - Sala Petrobras (Lgo. Senador Raul Cardoso, 207)

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários