20/04/2017 14:47

Casa do Olhar recebe exposição ‘Sacilotto – Formas em Movimento’

Por: Marina Bastos (marina@abcdmaior.com.br)

Mostra é realizada em parceria com o Instituto de Arte Contemporânea

A exposição reúne obras do artista andreense realizados entre as décadas de 1940 e 2000. Foto: Divulgação

Está em cartaz na Casa do Olhar, em Santo André, a exposição Sacilotto – Formas em Movimento. Trata-se de uma parceria entre o espaço da Região dedicado às artes visuais e o IAC (Instituto de Arte Contemporânea), que desde 2016 abriga o arquivo pessoal do artista andreense (1920-2003).

A mostra reúne obras e documentos de Luiz Sacilotto realizados em um período que vai desde o final dos anos 1940, quando o artista começa a trabalhar utilizando linguagens abstratas, influenciados por artistas como Piet Mondrian, até a década de 2000, mostrando parte de um rico percurso que o torna um artista que trabalha a estrutura da tela e das esculturas calcado em princípios rígidos de geometria, de cálculo, de comportamento de materiais e dos efeitos do movimento e das cores sobre a superfície do suporte com o qual opera.

De acortdo com os organizadores, as obras presentes na mostra demonstram, visualmente, porque Sacilotto foi considerado por Waldemar Cordeiro como o verdadeiro pilar da arte concretista no Brasil.

A exposição Sacilotto – Formas em movimento integra as comemorações do aniversário de Santo André e faz parte como Sala Especial do 45º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto. Comemora ainda os 20 anos do IAC e é mais uma iniciativa de seu Grupo Experimental de Curadoria por meio do qual apresenta exposições que têm por objetivo divulgar a importância de suas coleções.


Para não esquecer Luiz Sacilotto

Luiz Sacilotto nasceu em Santo André, em 1920. Teve formação técnica pelo Instituto Profissional Masculino do Brás onde se formou em Pintura e Decoração e pela Escola Técnica Getúlio Vargas como Mestre em Pintura. Trabalhou na empresa Hollerith do Brasil como desenhista de letras de alta precisão. Integrou a equipe do Escritório de Arquitetura de Jacob Rutchi como desenhista-projetista e foi desenhista nos escritórios de Arquitetura de Vilanova Artigas e da Rodolfo Weigand Engenharia. Fez parte da Companhia Cinematográfica Vera Cruz, como assistente de cenografia.

Como artista, participou de inúmeras mostras coletivas e individuais como a importante exposição 19 Pintores na Galeria Prestes Maia, dos 1º e 2º Salões de Belas Artes de Santo André e do 1º Salão Paulista de Arte Moderna. A produção de Sacilotto muda por volta de 1947, quando começam a se destacar as questões geométricas em sua produção. Organizou e integrou da exposição do Grupo Ruptura em 1952 e da 1ª Exposição Nacional de Arte Concreta ambas no MAM/SP e de várias edições da Bienal Internacional de São Paulo, da Bienal de Veneza, entre outras.

Em 1988 recebeu o Grande Prêmio da Crítica, em Artes Visuais, da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, mesmo ano em que a Casa do Olhar recebe sua denominação atual, Casa do Olhar Luiz Sacilotto. O artista tem várias obras suas instaladas em espaços públicos de Santo André: no Paço Municipal, na rua Cel. Oliveira Lima, em frente à Escola Estadual Dr. Américo Brasiliense e no Sabina Escola Parque do Conhecimento. Em 2000, foi homenageado por Haroldo de Campos que lhe escreveu a poesia para sacilotto / operário da luz.

Luiz Sacilotto faleceu em São Bernardo do Campo em 2003. Desde 2016, o Instituto de Arte Contemporânea, em São Paulo, abriga seu arquivo pessoal.


Serviço

Exposição Sacilotto – Formas em movimento

Até 24 de junho, de terça-feira a sábado, das 10h às 17h, na Casa do Olhar (rua Campos Sales, 414, Centro de Santo André)

Visitação gratuita.


Tags:
arte exposição santo andré

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários