19/04/2017 16:48

‘Santa Clarita Diet’, nova série da Netflix, aborda com humor o universo zumbi

Por: Marina Bastos (marina@abcdmaior.com.br)

Drew Barrymore interpreta uma corretora de imóveis que se torna morta-viva e passa a se alimentar de carne humana

Drew interpreta uma pacata corretora de imóveis que de uma hora para outra passa a se alimentar de carne humana. Foto: Divulgação
Drew interpreta uma pacata corretora de imóveis que de uma hora para outra passa a se alimentar de carne humana. Foto: Divulgação

Uma nova série vai se somou à vasta lista da mitologia zumbi que invadiu a TV e o cinema. Mas, bem diferente de títulos como The Walking Dead, Santa Clarita Diet, a nova produção original que chegou ao catálogo da Netflix, acrescenta boas doses de humor ácido ao repertório dos fãs dessas histórias.

Estrelada por Drew Barrymore, em sua primeira atuação fixa numa produção televisiva, a série conta a história do casal Sheila (papel de Drew) e Joel Hammond (Timothy Olyphant, de Justified). Corretores de imóveis, eles veem suas vidas se transformarem quando Sheila misteriosamente muda suas preferências alimentares e provoca uma alteração radical na rotina da família, inclusive na da filha adolescente Abby (Liv Hewnson).


Uma zumbi ‘diferente’

Com uma abordagem nova ao tema, Sheila não é daqueles zumbis "normais", lentos e comedores de miolos. Em contraposição a tudo o que era até então, ao tornar-se uma morta-viva, ela ganha disposição, passa a dormir apenas duas horas por noite, fica bem-humorada e tem vontades que antes não tinha – até seu desejo sexual aumenta, para a felicidade do marido, que tinha visto a relação cair na rotina e no marasmo.

Tudo fica ótimo na vida da família, a não ser por um detalhe fundamental: seu gosto por carne humana. Para agradar à mulher, Joel alia-se a Sheila na busca por seu alimento, o que garante sequências tão engraçadas quanto sanguinolentas.

O título da série refere-se à terceira maior cidade do condado de Los Angeles, na Califórnia. Terra dos ricos e famosos, Santa Clarita é uma cidade pacata. Mas também vai se transformar após as mudanças nos hábitos da família Hammond. Ao ser ambientado neste lugar, o texto tenta fazer uma crítica ao modo de vida norte-americano.

A grande sacada da trama é ser uma sitcom tradicional – inclusive no formato, com 10 episódio de cerca de meia hora de duração cada –, porém, com humor ágil e cheio de palavrões. Mas é importante alertar para as cenas repugnantes e desconfortáveis. É preciso ter estômago forte para aguentar algumas sequências, especialmente as do primeiro episódio.


Boa química na frente e atrás das câmeras

Também produtores-executivos de Santa Clarita Diet, Drew Barrymore e Timothy Olyphant estão superentrosados em cena, têm química e dão sustentação para a trama. Mas dois jovens atores também chamam atenção: a novata Liv Hewnson, que mostra talento com a filha do casal, e Skylar Gisondo, que vive o vizinho nerd – e obviamente fã de histórias de zumbis –, apaixonado por ela e, por isso, disposto a se meter nas encrencas da família.

No fim, é série leve e divertida, que pode conquistar fãs de faixas etárias distintas.

Santa clarita diet

Série em 10 episódios de 30 minutos cada, todos já disponíveis na Netflix.


Tags:
cinema séries netflix

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários