03/05/2017 18:32

‘Memórias Póstumas de Brás Cubas’ vira peça de teatro

Por: Marina Bastos (marina@abcdmaior.com.br)

Obra de Machado de Assis será encenada no Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo

Um dos romances mais clássicos da literatura brasileira é homenageado pelo teatro. Foto: Divulgação

Para de matar o tempo em seu eterno descanso, o “defunto autor” Brás Cubas decide narrar momentos que marcaram sua vida. Ele se recorda de amigos como Quincas Borba, das mulheres de sua vida, dos estudos em Portugal e das vantagens de nunca ter precisado trabalhar. Essa é a proposta da peça Memórias de Brás Cubas, que será encenada no Teatro Lauro Gomes nesta quinta-feira (04/05), pela Cia. Realce de Teatro.

Considerada uma das maiores obras de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas , publicada em 1881, representa um marco para o “Realismo” no Brasil. A montagem mostra como os temas trazidos pela obra ainda continuam atuais.

“A idéia desta montagem de Brás Cubas veio atender a vários pedidos do público que nos acompanha há anos ,após o grande sucesso de nossa montagem com ‘Dom Casmurro’ que estreou em 2004 e chamou a atenção para a importância das grandes obras Machadianas”, contou Iraci Batista, produtora da Cia. Realce, responsável pela montagem.


Romances proibidos, paixões não correspondidas

A sutileza, a ironia fina e o humor ácido do texto de Machado de Assis tomam vida no elenco da Cia. Realce. Foto: Divulgação
A sutileza, a ironia fina e o humor ácido do texto de Machado de Assis tomam vida no elenco da Cia. Realce. Foto: Divulgação

O espetáculo fala da criatura humana, suas imperfeições, sonhos de ilusão e desejos. Tudo pela boca de Brás Cubas que, morto, começa a relatar as próprias memórias. Ao se eximir da condição de vivo, ele não pode mais ser reprimido ou condenado por dizer o que pensa - e nem se preocupar com as consequências de ter a língua solta na vida de quem ainda não passou para o outro lado.

“Muitos são os valores apontados socialmente, como exemplo o próprio tom irônico com que o personagem principal, o defunto Brás Cubas, narra sua vida, e revela suas análises sobre ela. Vida esta que inclui, romances proibidos, paixões não correspondidas, imposições dos pais para decisões profissionais, etc.”, contou Iraci Batista.

A sutileza, a ironia fina e o humor ácido do texto de Machado de Assis tomam vida no elenco encabeçado pelo diretor e adaptador Rick Von Dentz. “A maneira inteligente como o grande autor Machado de Assis escreveu esta obra a tornou uma das mais importantes da nossa literatura. E na nossa transposição para esta linguagem cênica, Rick Von Dentz fez uma montagem dinâmica, engraçada e como já atestaram milhares de espectadores por onde passamos, um espetáculo admirável”, afirmou a produtora.


Cia. Realce de Teatro

A Cia Realce completa 30 anos de estrada em 2017. Iniciou suas atividades com teatro voltado para público infantil. Mas, há duas décadas, dedica-se a adaptações de textos literários para público estudantil do ensino médio e adulto.

Firmou-se como importante Cia. de repertório e circula em todo estado de São Paulo, sul de Minas e algumas cidades de outros Estados. Já recebeu prêmios de direção e adaptação em festivais de Teatro pelo Brasil.


Serviço

Peça: Memória Póstumas de Brás Cubas

Quinta-feira (04/05), no Teatro Lauro Gomes (Helena Jacquey, 171, Rudge Ramos, São Bernardo).

Ingressos: R$ 20- para grupos acima de cinco pessoas; R$ 25 (meia entrada) e R$ 50 (inteira).


Tags:
teatro literatura lazer são bernardo cultura

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários