05/11/2013 00:00

Quadrilha se rende após tentativa de assalto em banco de São Bernardo

Por: Redação (cidades@abcdmaior.com.br)

Polícia negociou para que criminosos liberassem os reféns e se entregassem

Três homens e uma mulher vestidos como funcionários e com crachás tentaram assaltar na manhã desta terça-feira (05/11) uma agência bancária da Caixa Econômica Federal na avenida Brigadeiro Faria Lima, no Centro de São Bernardo. Os planos do grupo foram frustrados pela chegada da polícia que negociou a rendição e soltura dos funcionários e clientes que estavam na agência.

De acordo com informações preliminares, o grupo chegou ao local cedo, antes da agência bancária abrir. Passando-se por funcionários, a quadrilha conseguiu render todos os bancários, conforme estes chegavam para trabalhar. A agência chegou a ser aberta ao público, que não percebeu a ação. "Eles foram bem discretos, só percebemos quando a polícia chegou", disse uma mulher que estava no local no momento da ocorrência. Os clientes foram revistados antes de serem liberados pela polícia.

O delegado do 1º DP de São Bernardo, Vitor Lutti, onde o caso foi registrado, explicou que carros do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) passavam pela região quando políciais perceberam uma movimentação suspeita próximo ao banco. "Um indivíduo fugiu quando percebeu o carro do Garra. Isso causou suspeita nos policiais, que decidiram fazer uma diligência no local para saber se estava tudo bem e quando chegaram constararam o roubo em andamento".

Para coagir as vítimas, os assaltantes estavam munidos de fotos de familiares e endereços dos funcionários. "Eles estavam muito tranquilos e ficaram tempo demais no local. Quando o Garra chegou eles já tinha conseguido mais de R$ 480 mil e estavam aguardando a abertura de outro cofre", afirmou o delegado responsável pela investigação.

Os clientes começaram a ser liberados por volta das 11h e a quadrilha foi levada para o 1º DP (Distrito Policial) do município. O Samu foi acionado para atender algumas pessoas que passaram mal diante da ação dos criminosos. Os funcionários serão ouvidos ao longo do dia.

*Com informações de Rosângela Dias

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários