25/03/2009 00:00

Prefeitura de Diadema abre 600 vagas para Frente de Trabalho

Por: Redação (cidades@abcdmaior.com.br)

Inclusão Social: projeto prevê ainda capacitação profissional aos aprovados

A Prefeitura de Diadema está com inscrições abertas, até sexta-feira (27/03), para a seleção pública do Programa Frente de Trabalho. O processo seletivo destina-se à concessão de 600 bolsas pelo prazo de seis meses. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e o valor da bolsa auxílio é de um salário mínimo (R$ 465,00). A proposta prevê ainda a destinação de vagas a pessoas com deficiência.

Além da remuneração mensal, o bolsista terá direito a uma cesta básica mensal, auxílio transporte, seguro de acidentes pessoais e fornecimento de alimentação gratuita durante o exercício das atividades. Os aprovados desenvolverão atividades relacionadas à limpeza pública, conservação de áreas verdes e praças, manutenção dos equipamentos públicos municipais e limpeza em geral.

Também faz parte do projeto a participarão semanal dos beneficiários em atividades de capacitação, com destaque para cursos profissionalizantes e de orientação sobre mercado de trabalho, empreendedorismo, informática, qualidade de vida, saúde, higiene, alimentação e auto-estima. Com esta iniciativa, pretende-se que ao final do contrato o bolsista saia do programa melhor preparado para ingressar no mercado de trabalho.

Inscrições – Os interessados devem comparecer ao Centro Público de Emprego Trabalho e Renda, à avenida Nossa Senhora das Vitórias, 249, Centro, munidos com os documentos necessários, das 8h às 16h,  que são: RG; carteira de trabalho; CPF; certidão de nascimento dos filhos menores de 18 anos; comprovante de residência do município de Diadema, para confirmação que reside no mínimo há 2 anos na cidade; e comprovante de escolaridade, caso possua.

A inscrição somente será efetivada se o candidato atender ao seguintes requisitos:

- ser brasileiro nato ou naturalizado ou cidadão português;

- ter idade igual ou superiora 18 anos;

- estar em dia com as obrigações resultantes da legislação eleitoral e com o serviço militar;

- gozar de boa saúde física e mental e apresentar condições físicas para o pleno exercício das     funções;

- não registrar antecedentes criminais;

- estar desempregado há no mínimo seis meses e não estar recebendo seguro desemprego ou qualquer outro beneficio pecuniário;

- não ter rendimentos próprios;

- residir em Diadema há no mínimo 2 anos;

- pertencer à família de baixa renda, cujos membros tenham rendimento bruto mensal per capita igual ou inferior a 50% do salário mínimo nacional vigente. 

- Somente será aceita a inscrição de um beneficiário por família

Classificação - Após a seleção pública, os candidatos serão classificados de acordo com a renda per capita, número de dependentes, tempo de desemprego e escolaridade. Em caso de o número de alistamento superar o de vagas, a preferência para participar do programa será definida pela ordem dos seguintes critérios: maiores encargos familiares, mulheres, arrimo de família, maior tempo de desemprego, maior idade. Até inicio de maio, serão chamados os primeiros 300 classificados.

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários