05/01/2017 18:28

Incêndio em Cubatão afeta moradores de Paranapiacaba

Por: Jessica Marques (jessica.marques@abcdmaior.com.br)

Em Rio Grande da Serra também foi possível ver fumaça e sentir cheiro de produto tóxico

Um incêndio em uma empresa de fertilizantes de Cubatão afetou os moradores de Paranapiacaba, em Santo André, na tarde desta quinta-feira (05/01). Além de ver a fumaça, foi possível sentir um forte cheiro de produtos químicos altamente tóxicos, que causou mal-estar em algumas pessoas da Vila. A fumaça também foi vista de Rio Grande da Serra.

Fumaça contém produtos altamente tóxicos. Foto do leitor Matheus Eduardo

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, ocorreu um vazamento de Nitrato de Amônio (NH4NO3), que se espalhou pela atmosfera com a fumaça do incêndio. O acidente ocorreu por volta de 15h, na empresa Vale Fertilizantes, que fica às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni. Não há informações sobre feridos.

Por volta de 16h, o incômodo causado pelo incêndio chegou aos moradores de Paranapiacaba. O cheiro causou mal-estar na estudante Pricila da Silva Nazário, 18 anos, que mora na Parte Baixa da Vila. “É um cheiro forte, horrível. Meus olhos ficaram irritados, senti um mal estar, como se tivesse tampado a minha garganta e senti muita dor de cabeça, ainda estou sentindo”, disse.

A moradora da Parte Alta, Erika Soares Balbino dos Santos, 20 anos, também sentiu as consequências da fumaça tóxica. “O cheiro é muito ruim, não tem como explicar. Já congestionou o meu nariz e ele ainda está entupido”, afirmou. “Estava com a minha filha no colo quando fui lá fora [de casa] e assim que vi, entrei com ela”, completou.

O cheiro foi descrito pelo morador Matheus Eduardo de Oliveira Santos, 17 anos, como semelhante ao de produtos químicos para cabelo. “Eu não passei mal, mas meu irmão ficou com os olhos lacrimejando”, disse. “Ele me chamou para ver uma nuvem laranja e achei que tinha algo estranho, porque estava subindo muito rápido”, afirmou.

RIO GRANDE DA SERRA

Em Rio Grande da Serra, fumaça foi vista de vários bairros e também no centro. Foto enviada pela leitora Priscila Danielle
Em Rio Grande da Serra, fumaça foi vista de vários bairros e também no centro. Foto enviada pela leitora Priscila Danielle

Em Rio Grande da Serra, os moradores também sentiram o cheiro de produtos químicos e avistaram a fumaça. Contudo, o incidente causou mais preocupação do que mal-estar.

Pela proximidade com a indústria Solvay, a moradora Priscila Danielle da Silva, 30 anos, achou que fosse algum problema na empresa, que também utiliza produtos químicos e fica próxima à cidade. “Liguei na Cetesb para saber, quando vi a fumaça, e me informaram que foi em Cubatão”, disse.

A moradora ficou preocupada com os malefícios para a saúde que a liberação de produtos químicos pode causar. “Estou grávida e é muito complicado isso. A minha casa está fechada”, afirmou ela, preocupada.

INTERDIÇÃO

A rodovia Cônego Domênico Rangoni foi bloqueada pela Ecovias no sentido São Paulo/Cubatão, no km 248. No trecho, os motoristas retornavam para o Guarujá ou seguiam para a Rodovia Rio-Santos. "A medida preventiva foi solicitada pelo Corpo de Bombeiros e pelo Policiamento Rodoviário devido a vazamento de produto perigoso em área fora do trecho de concessão, na altura do km 262 da rodovia", informou a concessionária.


Tags:
incêndio santo andré

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários