05/01/2013 00:00

Grupo realiza protesto contra tarifa alta em Mauá

Por: Michelly Cyrillo (michelly@abcdmaior.com.br)

Estudantes e populares se unem para reinvidicar menor preço para a passagem de ônibus

Com faixas, cartazes e apitos, um grupo de jovens de Mauá realizou uma manifestação contra o reajuste da tarifa de ônibus, que subiu para R$3,30 no dia 26 de dezembro. O ato ocorreu na tarde deste sábado ( 05/01) em frente às entradas do Terminal Rodoviário e da estação de trem, no Centro.

A ação foi organizada pelo movimento Politica Sim, Patifaria Não, que foi criado pelo fisioterapeuta Paulo Souza, 25 anos. O grupo de discussão política criado na internet em agosto, possui cerca de dois mil membros. “Temos uma proposta de política diferente, no qual os governantes olhem para o povo de fato. Temos membros filiados a diversos partidos políticos e uma extensa discussão sobre vários assuntos e a tarifa abusiva dos ônibus é uma delas”, explicou Souza.

Na tarde deste sábado, cerca de 600 jovens participaram da ação, porém muitos munícipes que passaram pelo local aderiram ao protesto. “ Estou voltando do trabalho, vi a manifestação e ouvi uns minutinhos. A causa é justa, o preço é abusivo e a qualidade é péssima”, explicou a vendedora Lucia Alves Couto, 32 anos.

A passagem dos ônibus circulantes de Mauá custava R$2,90 e, a partir de 26 de dezembro de 2012, foi reajustada para R$3,30, cerca de 13,7% de aumento. Souza explicou que realizaram um estudo no qual evidencia o valor alto da tarifa. “ O cálculo aponta que para andar um quilômetro em Mauá são 0,33 centavos e na cidade do Rio de janeiro  são 0,17 centavos a mesma distância. Fora as condições precárias dos veículos, falta de manutenção, limpeza e atrasos frequentes. A população espera cerca de 40 minutos o ônibus passar no ponto e permanece dentro dele cerca de 15 minutos.”

 O grupo disponibilizou um vídeo na internet com algumas denúncias sobre os problemas e condições do transporte público de Mauá. O vídeo esta disponível em:  http://www.youtube.com/watch?v=-D6t_YuoOxE

A expectativa é de recolher cerca de cinco mil assinaturas e agendar uma reunião com o novo prefeito, Donisete Braga e os empresários das três empresas de ônibus do município (Estrela de Mauá, Leblon e Barão de Mauá) para reaver o valor da tarifa. De acordo com Souza, uma ação semelhante ocorreu há alguns anos em Niterói e o valor da passagem foi diminuído.

“ Estamos lutando pelo nosso direito, queremos mais segurança, redução do tempo de espera, limpeza nos ônibus e no terminal, e um preço mais justo da passagem.”, afirmou o estudante Rodrigo Silva, 22 anos.

A família Sanches que passava pelo terminal resolveu participar da manifestação. “ A ação é válida, este grupo de jovens esta lutando por uma causa que beneficia todos os moradores de Mauá e por isso apoiamos a iniciativa. Os veículos quebram constantemente, atrasam, e as condições de limpeza são péssimas”, explicou a dona de casa Edna Sanches,  43 anos ,que estava acompanhada do marido e dos dois filhos.

O plano dos organizadores do ato é ampliar o protesto para outros municípios da Região. No próximo sábado (12/01), às 14h, o grupo apoiará uma manifestação pelo aumento da tarifa em São Bernardo, o encontro será no terminal central.

Até a publicação desta matéria os representantes das empresas de ônibus não foram encontrados para comentar o assunto.

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários