10/01/2017 20:07

Após reunião com prefeito, Carnaval é suspenso em Sto. André

Por: Caio Luiz (caio.cesar@abcdmaior.com.br)

Prefeitura aponta rombo financeiro de R$ 300 milhões como motivo; escolas entendem situação

Carnaval pode ter edições de rua nos bairros de cada escola. Foto: Rodrigo Pinto
Carnaval pode ter edições de rua nos bairros de cada escola. Foto: Rodrigo Pinto

Durante reunião realizada na tarde de terça-feira (10/01) com representantes da UESA (União das Escolas de Samba de Santo André), o prefeito de Santo André, Paulinho Serra (PSDB), anunciou que a edição de Carnaval de 2017 do município, que ocorreria na Avenida Firestone, foi cancelada “por conta da realidade orçamentária” da cidade.

Em nota, a Prefeitura afirmou que em função de uma dívida de R$ 300 milhões herdada da gestão passada, “a Administração está dando prioridade para a organização das finanças do Executivo, quitação de débitos com fornecedores que estão há muitos meses sem receber pelos serviços prestados e retomada do crescimento e potencial investimento da cidade”.

De acordo com o presidente da UESA, João Turíbio, as escolas de samba do município vêm recebendo a notícia com normalidade porque no período das eleições os candidatos vinham sinalizando que a situação financeira de Santo André estava complicada.

2018

“Paulinho Serra avisou que não poderia prometer nada, mesmo com o pagamento da primeira parcela do Carnaval que Grana fez em dezembro no valor de R$ 390 mil”, disse Turíbio. O montante ficará guardado no caixa da UESA para financiar a edição de 2018.

Ao todo, existem 13 escolas de samba e um bloco carnavalesco na cidade que contam com receita total de R$ 797 mil por ano. A alternativa apontada pela nova gestão é a realização de carnavais de rua nos bairros de cada escola de samba com apoio de infraestrutura da Prefeitura.

Para o presidente e fundador da escola Lírios de Ouro, Emerson Cecato, a notícia é triste porque o Carnaval é um evento cultural importante para a cidade que atrai milhares de pessoas. “Nós estávamos planejando a edição de 2017 desde setembro do ano passado e investimos R$ 20 mil em fantasias, carro alegórico e etc.”


Tags:
santo andré cultura

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários