09/06/2016 10:08

Alunos de São Bernardo aprendem com astrônoma da Nasa

Por: Redação (pauta@abcdmaior.com.br)

Duília de Mello visitou Emeb no Cooperativa e falou sobre o telescópio espacial Hubble e galáxias

Astronomia não é um assunto dominado por qualquer pessoa já que exige conhecimento, pesquisa e interesse. E, se for criança, estudante de escola pública, o tema é ainda menos presente. No entanto, a realidade na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Salvador Gori, no Bairro Cooperativa, em São Bernardo, surpreende e até contraria o senso comum. Alunos do 1º ao 5º ano, de sete a 10 anos, debatem as descobertas e mistérios do universo como gente grande.

O entusiasmo e interesse dos pequenos pelo tema ficou evidente com a visita à escola, no fim de maio, da astrônoma e astrofísica brasileira, que mora nos Estados Unidos, Duília de Mello, que também é pesquisadora da Nasa.

Um dos nomes mais conhecidos da ciência brasileira no exterior, a astrônoma foi facilmente reconhecida pelos pequenos. “Olha! É a Duília”, era o comentário geral das crianças, entre eufóricas e incrédulas. Apesar da fama, a pesquisadora parecia uma figura comum no meio escolar.

Duília de Mello esteve no Bairro Cooperativa para ensinar alunos sobre astronomia. Foto: Divulgação/ Valmir Franzo

O contato dos alunos com o tema teve início com a participação da Emeb na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, organizada anualmente em parceria com a Agência Espacial Brasileira. No ano passado, 15 turmas se inscreveram. Neste ano, o programa teve adesão de todas as 24 turmas da escola, de acordo com a diretora, Alcione Regina Machado.

Bryan Kenui, de 10 anos, participa da Olimpíada e define o que a atividade representa para ele: “Acho que é uma experiência única, um aprendizado muito importante sobre o universo.” Ele falou um pouco sobre o que aprendeu. “Eu não sabia que o Brasil tinha tanta tecnologia e capacidade para produzir satélites e foguetes.”

O contato com a astrônoma foi feito pela escola. “Aceitei imediatamente. Venho ao Brasil fazer palestras, mas gosto muito de estar com as crianças, em especial de escolas de periferia. Quanto mais cedo estimular, mais facilidade eles terão para absorver as informações”, disse.

PALESTRA

Duília começou a conversa com os alunos pelo Hubble, um telescópio espacial importantíssimo para as pesquisas realizadas pelos astrônomos e que tem capacidade um bilhão de vezes maior do que a do olho humano. O instrumento está a 600 quilômetros de altitude e foi levado até lá por um ônibus espacial, em 1990. Sua órbita em torno da Terra dura 97 minutos.

Assim como os pesquisadores, os alunos se interessaram muito pelas imagens da galáxia captadas pelo instrumento e mostradas por Duília em sua palestra. As crianças também ficaram animadas com as explicações da pesquisadora sobre as profundezas do universo, galáxias, asteróides e nebulosas (nuvens de poeira, hidrogênio, hélio e plasma). “Nem acreditei que era a Duília explicando. Ela que participou da descoberta das bolhas azuis (estrelas fora das galáxias)”, disse Wendy Pinto Ribeiro da Silva, 10 anos.

“Vim aqui para mostrar a eles a importância dessas tecnologias, dos 25 anos do lançamento do mais famoso telescópio do mundo. Mostrar, da mesma forma, o que a mulher pode fazer na ciência. Vale à pena ensinar às crianças sobre ciência e diversidade”, comentou a cientista. Duília é autora do livro infantil As aventuras de Pedro, uma pedra espacial, que narra à história de Pedro, um meteorito que cai na Terra.


Leia também:

Minicurso prepara professores para Olimpíada de Astronomia

Educadores que preparam seus alunos para este evento podem se inscrever até o dia 22 de março

Tags:
são bernardo educação palestra astronomia

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários