17/06/2016 12:32

Alunas de São Caetano criam aplicativo para crianças autistas

Por: Redação (cidades@abcdmaior.com.br)

Aplicativo conquistou o primeiro lugar na etapa paulista do torneio internacional Technovation

Um grupo de alunas da EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Profº Olyntho Voltarelli Filho, em São Cetano, criaram um aplicativo de jogos para crianças com TEA (Transtornos do Espectro Autista).

O aplicativo já está disponível para download gratuíto no Google Play. Foto: Eric Romero/PMSCS
O aplicativo já está disponível para download gratuíto no Google Play. Foto: Eric Romero/PMSCS

Karine Varjão dos Santos, Bárbara Oliveira da Rocha, Giovanna da Cruz Sales e Maria Eduarda Lôbo Cavalcanti foram as criadoras do aplicativo que conquistou o primeiro lugar na etapa paulista do torneio internacional Technovation, que tem o objetivo de ampliar o número de meninas participando do mundo da programação digital.

O desafio voluntário proposto para as jovens alunas do 9º ano foi a criação de um aplicativo que contribuísse com a sociedade. Karine, Bárbara, Giovanna e Maria Eduarda formaram a equipe Innovation Angels e desenvolveram o MQMM - Meu Querido Mundo Mágico. A ideia central do programa é auxiliar na aprendizagem deste público especial e também conscientizar as pessoas contra o preconceito.

O aplicativo, que já está disponível para download gratuito no Google Play, foi um dos destaques da Technovation e disputou a etapa da América Latina da competição. No mês de julho as estudantes e professoras envolvidos no projeto participarão de um encontro na sede paulista da Microsoft, empresa que será mentora no aperfeiçoamento do programa desenvolvido em São Caetano.

ORGULHO

O trabalho de Karine, Bárbara, Giovanna e Maria Eduarda virou motivo de orgulho para toda a comunidade escolar de São Caetano.

A diretora da EMEF Profº Olyntho Voltarelli Filho, Benedita Aparecida de Freitas, ressaltou que o prêmio é um reconhecimento pelo trabalho de todos os envolvidos no projeto. “Essas meninas são superdedicadas e realmente motivo de muito orgulho para todos nós. É muito bom ver o trabalho delas e dos professores aparecendo com destaque, porque isso estimula os outros alunos a também buscarem conquistas como essa.”

E, apesar de jovens, a participação com sucesso no torneio Technovation já faz com que algumas das integrantes da equipe Innovation Angels façam planos para um futuro na concorrida área de programação. “Quanto mais cedo a gente começar, melhor. Assim ganhamos mais experiência”, concluiu Giovanna da Cruz Sales.


Leia também:

São Caetano atrasa auxílio educacional para universitários

De acordo com alunos, Secretaria Municipal de Educação diz que não há prazo para pagar benefício

Alunos de São Bernardo aprendem com astrônoma da Nasa

Duília de Mello visitou Emeb no Cooperativa e falou sobre o telescópio espacial Hubble e galáxias

Tags:
educação são caetano aplicativo tecnologia

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários