17/06/2016 18:53

Psicanálise e poesia andando juntas

Por: Samara Andressa Del Monte (samarandresa@gmail.com)

Todos os encontros acontecem na Casa da Palavra, em Santo André

Karla Rampim Xavier, 34 anos, moradora de Santo André, é psicanalista e gestora pública, e resolveu montar um ciclo de debates com psicanalistas e profissionais de outras áreas para conversar sobre temas diversos como política, sociedade, gênero, literatura. Então desde 2014, os encontros acontecem mensalmente.

O objetivo dos encontros é dar espaço para as diversas pesquisas e experiências em um espaço aberto e público. “No primeiro ano, em 2014, chamamos de Psicanálise e Cultura. Em 2015, demos ênfase em gênero, então usávamos Psicanálise e Gênero. E neste ano, voltamos para Psicanálise e Cultura. Cada mês é um tema diferente, mas tudo dentro da proposta maior”.

O tema da noite fria de 9 de junho de 2016 foi Literatura, a Palavra não Rasa: diálogo entre Literatura e Psicanálise. Cerca de 50 pessoas puderam apreciar poemas, citações e depoimentos. Carlos Lotto, escritor, arte educador e especialista em Saúde Mental, foi quem sugeriu o tema deste mês.

“Quis mostrar que a leitura melhora a qualidade de comunicação entre as pessoas, e que existem muitos tipos de leitura. Fui convidado pra trazer a literatura para dialogar com a psicanalista Mariana Festucci, que estudou Clarice Lispector em sua tese de mestrado e mostrou que os grandes nomes da psicanálise, Freud e Lacan, foram influenciados pela literatura. Levei textos da Hilda Hilst que é brilhante na poesia, na prosa e na dramaturgia, e corajosa nos assuntos eróticos”.

Carlos Lotto também mostrou textos produzidos nas oficinas que realizou junto a ambulatórios de saúde mental e dependência química, e no Centro de Detenção de Diadema, que emocionaram bastante os ouvintes.

“Também desafiei as psicanalistas a falarem sobre o estado de prazer trazido pela boa leitura e o melhor convívio com as angústias humanas, com a ajuda do cultivo da palavra, o instrumento de trabalho tanto do escritor como do psicanalista".

Todos os encontros acontecem na Casa da Palavra (Praça do Carmo, 171, Santo André), que é um espaço público que promove a literatura em palestras, cursos e lançamento de livros.


Samara Andressa Del Monte é jornalista em São Bernardo, editora da Revista MaisdEficiente e teve paralisia cerebral.


Leia também:

Revista feita para pessoas com deficiência chega à 14ª edição

Mais dEficiente é distribuída gratuitamente e tem tiragem de três mil exemplares

Grupo de Dança Mão na Roda é extinto em Diadema

Grupo formado por bailarinos com deficiência foi extinto pela Prefeitura de Diadema

Microcefalia: prevenir é possível!

Na luta contra o mosquito Aedes Aegypti, todo cuidado é pouco!

Tags:
psiquiatria poesia literatura eventos santo andré

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários