05/05/2017 09:18

Como organizar a Despensa

O lugar que manterá os alimentos da casa deve estar sempre limpo

Por Priscila e Luiza Cantarin (baunilha@terra.com.br)

Com moradias cada vez menores, pensar em um cômodo com função exclusiva de armazenar alimentos é um pouco fora de alcance. Espaço virou artigo de luxo! Então o que nos resta fazer é aproveitar o ambiente que temos para organizar todos os alimentos que estão disponíveis em nossa cozinha, afinal, não é porque o espaço é pequeno e limitado que vamos deixar desorganizado!

O lugar que manterá os alimentos da casa deve estar sempre limpo e arrumado de forma prática. Dessa maneira, além de facilitar o acesso, também ajuda a economizar nas compras. Como? Quando visualizamos e sabemos o que temos, não adquirimos novamente na hora do supermercado, evitando aquele armário cheio de latas de milho e ervilha (quem nunca?).

A organização da despensa ou armário é facilitada com o uso de acessórios organizadores: cestos, aramados, bandejas, potes de vidro ou acrílico, entre outros. Eles são essenciais para manter um visual bonito e prático, além de serem facilmente encontrados em sites especializados e em lojas de casa e construção, de artigos para cozinha ou mesmo em lojinhas de bairro de preços mais populares.

O primeiro passo para começar a organização é esvaziar o espaço a ser usado por completo, para assim poder limpar e estruturar da melhor forma a nova arrumação.

A data de validade de TODOS os alimentos deve ser verificada! Aqueles que estão vencidos e/ou com aparência duvidosa devem ser descartados. Alimentos que estão com seu vencimento próximo devem ser colocados à frente, e aqueles com a data de validade mais longe, atrás. Com isso, utilizamos os produtos no tempo certo e não temos perdas.

Os alimentos devem ser separados por categorias/grupos: matinais, doces, grãos/leguminosas/cereais, bebidas, enlatados, entre outros. Essa separação facilita para um produto ser encontrado e ajuda no controle da quantidade disponível, e por consequência, de sua compra.

No momento da compra, o bom senso deve ser utilizado sempre! Devemos levar em consideração o espaço que temos para armazenar os alimentos e saber o que realmente precisamos (caso contrário, todo o trabalho feito para organizar não terá adiantado muito).

Alimentos abertos, como arroz, feijão, macarrão, entre outros, devem ser transferidos para potes herméticos (aqueles que vedam super bem e não deixam o ar entrar, garantindo as características dos alimentos por mais tempo) de vidro ou acrílico, sempre com etiqueta de identificação do produto e de sua data de validade.

Para a organização de um espaço não existem regras, cada pessoa deve conhecer sua rotina e hábitos de consumo para, assim, adequar da forma mais prática para sua realidade. E nessa edição vamos ensinar a preparar um delicioso pão de queijo... sem queijo! Essa receita é feita com mandioquinha e simplesmente deliciosa, bom apetite!

Pão sem Queijo

Ingredientes

2 xícaras de chá de mandioquinha picada (cerca de 300g) 1 e 1/2 xícara de chá de polvilho doce 1/2 xícara de chá de polvilho azedo 1 colher de chá de fermento químico em pó 1/4 de xícara de chá de água do cozimento da mandioquinha 5 colheres de sopa de óleo 1 colher de chá de sal Descascar, cortar em cubinhos e cozinhar a mandioquinha até ficar bem macia (reservar a água para usar na receita); Retirar as mandioquinhas cozidas e amassar com auxílio de um garfo ou espremedor até virar um purê; Em uma vasilha, colocar o polvilho doce, o polvilho azedo, o fermento químico em pó e o sal e misturar; Adicionar de uma vez a água quente do cozimento da batata e o óleo sobre os ingredientes secos e misturar bem até virar uma farofinha.

Adicionar o purê de mandioquinha e misturar novamente até obter uma massa uniforme.

Nessa etapa, você pode: 1. Modelar bolinhas e levar para assar em forno pré aquecido a 180°C por 25 minutos ou até crescerem e racharem OU 2. Modelar bolinhas e congelar.

Sugestões:

você pode substituir a mandioquinha por batata doce, inhame, cará, batata ou um mix de todos esses legumes, é só respeitar a quantidade da receita. Também podem ser acrescentadas ervas secas e até cubinhos de goiabada!

Compartilhe essa matéria

Deixe seu comentário

Para participar efetue o login, ou cadastre-se
Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

{{comments.length||0}} comentários